Minha história com alopécia e uso da peruca: Lilian Correa

cfe108b1-555b-4017-8df1-5ca5e38e2797

A alopecia é um dos motivos mais recorrentes quando se trata de problemas capilares. Assim, a doença pode atingir homens e mulheres e causa a queda de pelos em todas as áreas do corpo.

Os motivos que levam a doença a se desenvolver são variados, podendo ser influência genética, doenças sistêmicas ou inflamações locais. Um dos tipos de alopecia mais comuns é a areata, uma doença autoimune que atinge cerca de 2% da população mundial.

A autônoma Lilian Correa foi diagnosticada com alopecia areata com apenas oito anos de idade, no entanto, o diagnóstico não foi imediato.

Em 1996, época em que os primeiros sintomas da queda de cabelo começaram a surgir em Lilian as informações sobre alopecia eram escassas, de tal maneira que seus médicos acreditaram que a origem do problema era puramente emocional.

Os médicos afirmavam que a queda de cabelo era resposta do corpo de Lilian a algum trauma que ela teria sofrido na infância. “Não cabia aquela situação, eu só tinha oito anos, não tinha o peso de uma responsabilidade que causasse desconforto ao ponto de fazer meu corpo falar.”

“Naquela época a alopecia não era tão conhecida, então se você via meninas ou mulheres carecas logo imaginava que elas eram diagnosticadas com câncer”.

A falta de debate naquela época ainda persiste nos dias atuais, e influencia na maneira como as mulheres diagnosticadas com alopecia se enxergam. A queda de cabelo afeta diretamente a autoestima da mulher, que se vê diante de olhares e questionamentos de pessoas que não entendem sua condição.

minha historia com alopecia

 

 Com Lilian não foi diferente, o processo para aceitar a alopecia não foi fácil, foi preciso muito tempo para que ela se sentisse confortável em sua pele. “Quando a gente perde o cabelo é como se a gente deixasse de fazer parte de alguma coisa”, afirma.

A influencer que hoje fala nas suas redes sociais sobre como viver uma vida normal com a alopecia, conta que antigamente não tinha fotos suas carecas no seu celular, pois tinha medo que alguém visse sua foto sem querer enquanto rolava a tela.

Assim como muitas mulheres, aos 17 anos Lilian recorreu à peruca para ajudar a lidar com seu problema de queda de cabelo. No entanto, sua primeira peruca era sintética e ela encontrava dificuldades para deixá-la parecida com seu próprio cabelo “Tinha que fazer muitos truques pra ficar natural”.

Durante muitos anos sua relação com a alopecia a privou de muitas experiências. Mesmo utilizando peruca Lilian não se sentia confortável e tinha medo de enfrentar situações constrangedoras.

 

Temos 7 modelos com 7 combinações e 25 tonalidades que podem compor o seu estilo. Confira nossas perucas de cabelo humano aqui.

 

 

Após um longo processo, aos 33 anos, Lilian afirma que sua relação com sua condição é finalmente saudável e que ela aprendeu a lidar com a sua doença. Formada, com um filho de quatro anos e prestes a se casar, ela usa o Instagram para inspirar mulheres através de relatos do seu dia a dia.

Foi através do Instagram que a Crown Wigs conheceu sua história e entrou em contato em 2019. Logo Lilian começou a usar uma de nossas próteses capilares e se apaixonou pela qualidade do produto. Hoje, Lilian é uma de nossas parceiras. 

“São pessoas que entendem a causa e abraçam as nossas emoções, não é só questão da venda e da peruca”.

Segundo Lilian, a peruca se torna uma ferramenta que auxilia a passar por esse processo delicado de aceitação. “Quando eu passei a usar o cabelo que era muito parecido com o meu no toque, durabilidade, brilho, sedoso enfim. Pra mim funcionou como uma ferramenta social, de inclusão”.

Apesar de mencionar o termo, ela acredita que a palavra “peruca” é ultrapassada e muitas vezes remete a algo negativo “ Não tem uma separação do que é uma peruca de festa, pra se divertir, e uma peruca para alguém como nós que precisamos”.

A peruca faz parte dos mecanismos que ela considera essenciais para passar por esse processo, hoje Lilian afirma que a peruca de cabelo humano se tornou sua melhor amiga.

Além de utilizar a peruca para alavancar sua autoestima e se sentir mais confortável no meio social, ela considera que é essencial entender quando alguém está sendo inconveniente ou apenas curioso em entender mais sobre o que acontecia com ela.

Assim, ela acredita que o debate e informação sobre a alopecia e suas consequências são essenciais para evitar situações desconfortáveis para a mulher “quando eu percebia que a pessoa queria entender e me ajudar a passar por esse processo eu ia lá explicava e aí ela não era mais uma pessoa desinformada em relação à alopecia”.

Lilian é um dos muitos casos de mulheres que utilizaram a peruca como principal meio para recuperar sua confiança e autoestima após um diagnóstico. Não perca tempo você também e agende seu atendimento na Crown Wigs clicando aqui.

Confira o depoimento completo de Lilian sobre a sua história com alopecia e o uso da peruca.

 

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Tamanhos, cuidados
e muito mais

Como as medidas para a sua peruca, guia de manutenções e cuidados e muito mais. Tire todas as suas dúvidas sobre a sua peruca Crown Wigs.

Open chat
Fale Conosco!